CCAB recebe a visita dos conselheiros do Grupo InVivo

A Companhia das Cooperativas Agrícolas do Brasil (CCAB Agro), empresa que trabalha com soluções em tecnologias químicas e biológicas para proteção de cultivos e representa 55 mil produtores rurais no país, recebeu esta semana a visita de representantes do Grupo francês InVivo, e do Bioline Group, braço agrícola deste. A vinda da comitiva de investidores faz parte da política do grupo InVivo de realizar, periodicamente, reuniões de conselho nos países onde tem operação. No Brasil, entre os dias 28 e 30 de janeiro, eles percorreram cidades do Mato Grosso, onde conheceram parceiros da CCAB, como a Cooperfibra, além da Agro-Sol Sementes, e se reuniram na sede da companhia em São Paulo. Dentre os presentes, o CEO do Grupo InVivo, Thierry Blandinieres, e o presidente do Bioline Group, Laurent Martel.

De acordo com o CEO da CCAB, Jones Yasuda, entender a dinâmica do agro brasileiro e mapear novas oportunidades de investimentos são os principais objetivos do InVivo/Bioline. “Já existe um interesse declarado em ampliar a participação no mercado de biológicos e de agricultura de precisão, mas os horizontes são vastos”, adianta Yasuda. Os conselheiros do Bioline Group assistiram a um panorama sobre as perspectivas do agronegócio brasileiro até 2030, no qual se destacou o papel do país como o grande provedor mundial de alimentos e fibras.

Em Mato Grosso, eles visitaram a fiação da Cooperfibra, localizada no município de Campo Verde. A indústria opera pelo sistema open end e tem produção estimada de 1,1 mil toneladas de fios 100% algodão, destinados a tecelagem e malharia. “O InVivo tem se mostrado muito satisfeito com o trabalho que desenvolvemos no Brasil, que vai além do comércio de produtos e serviços. A CCAB, assim como o InVivo, é uma empresa criada por agricultores para atender aos agricultores e isso nos dá um posicionamento de mercado muito especial, fortalecendo a sinergia com o investidor”, explica o CEO.

Yasuda enfatiza que, no Brasil, os franceses têm conferido in loco o modelo de agricultura moderna que se pratica, especialmente, na produção de grãos e algodão, caracterizado pelas altas produtividades e pelo cumprimento rigoroso da legislação trabalhista e ambiental. “Nessas ocasiões, cada vez mais frequentes, confirmamos a responsabilidade que temos de atender à crescente demanda mundial de alimentos, comprometidos com a sustentabilidade econômica, ambiental e social”, concluiu Jones Yasuda.

30.01.2019
Imprensa CCAB Agro
Catarina Guedes – Assessora de Imprensa
(71) 9 8881-8064